domingo, 9 de dezembro de 2012

Best-Seller: A História de um Gênero

“Best-Seller: a história de um gênero”, da jornalista Halime Musser, é um livro sobre os livros chamados populares


Best-Seller: a história de um gênero é uma obra inovadora e intrigante sobre os livros popularmente denominados de best-sellers, resultado de uma pesquisa ampla e profunda realizada pela jornalista Halime Musser. A partir do gosto pessoal da autora pela literatura de entretenimento e da escassez de bibliografia acerca do tema.

Foram escolhidos quatro romances do autor norte-americano Sidney Sheldon, considerado ícone entre os escritores de best-sellers, para iniciar uma discussão recorrente acerca do tema: o que os best-sellers significam para a Literatura e para o mercado editorial? A partir da leitura de Se Houver Amanhã, A Ira dos Anjos, A Herdeira e O Outro Lado da Meia-Noite e da análise de importantes fatos históricos, bem como exemplos baseados nas obras de autores Românticos e Realistas, foi possível compreender e explicar por que os best-sellers não podem ser classificados com “subliteratura“.



Há no livro ainda uma entrevista inédita com a autora Tilly Bagshawe, de A Senhora do Jogo, sequência de O Reverso da Medalha, de Sidney Sheldon.

Numa bela coincidência, num gancho de mesmo tema, ontem saiu um ótimo artigo no Estadão de São Paulo, intitulado "No reino dos best-sellers".

A. P. Quartim de Moraes, que assina o texto, começa apontando aquilo que é há muito tempo falado e debatido: a lista de mais vendidos é dominada pelos estrangeiros.

Mas não é só nessa constatação que Quartim faz coro, mas com a ideia de que "Não tem como evoluir uma literatura que não é publicada", o que acontece com a literatura brasileira.

Vivemos uma era em que se diz que a literatura nacional não vende, mas isso é quase como a propaganda do biscoito "vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?". Se não há divulgação e investimento na literatura nacional, é difícil que ela faça o milagre por si só.

E se levarmos em conta o alto investimento do mercado editorial para conseguir comercializar uma dessas obras que dominam a lista de mais vendidos do New York Times, vemos que não é falta de dinheiro que está impedindo esse acerto interno.

Há muitos autores nacionais que se tornariam facilmente best-sellers de vendas, passando sua literatura muito longe das "facilidades" que são associadas aos best-sellers top de listas.

Mas é preciso investimento. É preciso acreditar que mais espaço na mídia para a literatura nacional gera, por consequência, mais vendas, pois há muito público interessado em ler. Se não fosse assim, a lista de mais vendidos não se bastaria nem com os estrangeiros.


Abaixo reproduzo alguns trechos que merecem atenção:

"Quando nos deparamos com a presença dominante e quase exclusiva de autores estrangeiros nas listas de romances mais vendidos no País, somos levados a uma de duas conclusões: o nosso big business editorial está negligenciando os autores nacionais ou estes estão desaparecendo/trabalhando mal. Pode-se descartar a segunda hipótese sem medo de errar."

"A verdade é que literatura brasileira vende pouco porque as grandes editoras, que ditam os rumos do mercado, não estão dispostas hoje, salvo as honrosas as exceções de praxe - e, mesmo assim, vamos com calma! -, a botar dinheiro nela. Ninguém parece atentar para o fato de que conteúdos genuinamente brasileiros vendem, e muito bem, no mundo inteiro, quando se trata de teledramaturgia, porque as nossas emissoras de televisão há 50 anos investem pesado nas novelas e acabaram criando um padrão internacional de excelência."

"Então, se o segredo é o dinheiro, por que não botá-lo com a mesma generosidade na criação literária brasileira? E apoiar a produção literária nacional não significa apenas editar eventualmente uma obra com tiragem de 2 mil exemplares e abandoná-la à própria sorte."

"Os publishers brasileiros precisam olhar para o futuro e pensar também na responsabilidade social e cultural que o seu negócio implica."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...