sexta-feira, 15 de outubro de 2010

"A garota dos pés de vidro" - Ali Shaw (um jovem escritor e seu primeiro romance)

Uma corrida contra o tempo é algo que todos tememos, afinal, pode ser que não dê tempo, não é? Ainda mais quando se trata de um amor... Nos filmes, tudo acaba dando certo, tudo está fadado ao sucesso, mas na realidade nós sabemos que não é assim. Nós podemos vencer e também podemos... perder. Eu, você... Nós. Sempre estaremos andando rumo ao sucesso ou ao fracasso, o fato que difere ambos os caminhos é a nossa força de vontade e a fé que teremos para enfrentar ou desistir.

Concorda? Por isso, a minha indicação de hoje é o belo romance "A garota dos pés de vidro", que o autor Ali Shaw lança com a Editora Leya. Um romance, acima de tudo, emocionante. Uma verdadeira corrida contra o tempo. Um amor que pode ou não viver... Um amor que merece uma chance e um caminho longo... Não deixe de ler.

Ficha Técnica
Título: A garota dos pés de vidro
Autor: Ali Shaw
Formato: 16 x 23 cm - Brochura
Nº de páginas: 288
Preço: R$39,90

Sinopse: A editora LeYa Brasil apresenta o romance “A garota dos pés de vidro”, do estreante Ali Shaw. Presente entre os finalistas de diversos prêmios de ficção, o livro recebeu resenhas de importantes veículos, como o jornal britânico The Guardian e os norte-americanos The New York Times e Washington Post. A cada página, o leitor é transportado a um universo fantástico, de estonteantes paisagens e estranhas criaturas, onde é preciso acreditar no impossível.

A improvável história de amor entre Midas, um fotógrafo recluso, e Ida, uma mulher portadora de inusitada doença acontece no arquipélago de St. Hauda. Em meio a uma paisagem onírica, composta de florestas brancas, penhascos monocromáticos e oceanos repletos de baleias e lendas, o casal precisa correr contra o tempo para viver sua história, pois o título da obra não representa uma metáfora, mas sim uma urgência. Ida está se transformando em vidro e precisa descobrir como impedir essa lenta e aterrorizante metamorfose.

Lançado na Inglaterra em 2009, “A garota dos pés de vidro”, primeiro romance do jovem escritor Ali Shaw – que tinha 27 anos na época da publicação –, foi indicado para o prêmio de livro estreante do ano do jornal The Guardian; foi finalista do prestigiado Costa First Novel Award e ganhou o “The Desmond Elliot Prize” para nova ficção. Segundo o júri, o romance “intenso, trágico e infinitamente surpreendente explora gélidas paisagens, internas e externas, e sua fantasia detalhada e articulada demonstra a possibilidade de termos um autor substancial no futuro”.

Apontado como uma obra de realismo mágico, “A garota dos pés de vidro” resiste a rótulos e classificações – exceto o de ser narrativa envolvente que captura o leitor com suas imagens impactantes e com o suspense crescente sobre um amor ameaçado pelo desconhecido e pressionado pelo tempo. No Brasil a obra foi apadrinhada pelo escritor Santiago Nazarian, que escreve as orelhas e quarta capa do livro.

3 comentários:

  1. Wow! Fiquei intrigado, com vontade de ler.

    Só não entendi onde entras as estranhas criaturas...

    ResponderExcluir
  2. hehe
    procurei pra comprar num achei ainda
    tbm tou doido pra ler

    ResponderExcluir
  3. também estou à procura...

    Outra coisa: No início deste ano, eu pensei em enviar um conto para um livro que estava sendo preparado, Território V.

    O livro foi um sucesso, mas, infelizmente, não consegui terminar o pretendido conto a tempo; afinal de contas, quando se trata de literatura, e partindo "do nada", prazos são complicadíssimos de se cumprir.

    Porém, decidi tirar esse conto da gaveta e publicá-lo em um blog que tenho e estava inativo (http://ascronicasnoturnas.blogspot.com/), para que alguns amigos possam ler e opinar.

    O dividirei em partes e as publicarei todos os domingos, pois o conto original tem 10 páginas e isso é muito para se ler no pc de uma tacada só.

    Gostaria muitíssimo que todos se dispusessem a ler, quando lhes sobrar tempo ou faltar inspiração, e opinassem, criticassem, sei lá.

    De outra maneira, nunca saberei se possuo o que é necessário para me dedicar a uma "carreira" literária e, afinal de contas, preciso começar por algum lugar!

    Abraços e obrigadíssimo pela atenção.
    http://ascronicasnoturnas.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...